Coronavírus: DRCC faz alerta de nova tentativa de golpe envolvendo suposta palestra sobre Covid-19

O suposto golpista entra em contato com prefeituras, secretários, taxistas e pousadas se passando por palestrante que seria apoiado pelo Ministério Público, uma das cidades foi Campo do Brito.

A Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) faz um alerta sobre um novo golpe utilizando o WhatsApp. Dessa vez, aproveitando-se ainda da pandemia do Covid-19, um golpista, utilizando-se de um número de Brasília, entra em contato com prefeituras, diz que está atuando com o apoio do Ministério Público e solicita apoio da Secretaria Municipal de Saúde para realizar uma palestra sobre o Coronavírus. Com isso, ele pede número da secretaria, de taxista e de pousada. Em Sergipe, já há registro dessa tentativa de golpe, que envolve tentativa de obter dinheiro, em Campo do Brito.


Uma promotora do município relatou que a secretária de saúde municipal contou que o suspeito do golpe alegou que entrou em contato com a Prefeitura. Alegando que seria para uma palestra sobre o vírus, e que precisaria do apoio da Secretaria Municipal, ele conseguiu os telefones da secretária, de um taxista e de uma pousada.


Ele então entrou em contato por chamada de voz e mensagens pelo Whatsapp. A promotora do município relatou também que a secretária começou a fazer perguntas para ele, e o suspeito começou a se perder nas respostas.


O suspeito também entrou em contato com o taxista e falou que estaria indo à cidade para uma palestra e que precisaria do serviço de um taxista. O suspeito fala em um depósito antecipado de R$ 2,5 mil. O taxista questiona o porquê do depósito se ainda não prestou os serviços. O suspeito insiste, o taxista repassa a conta e recebe um comprovante de depósito.


No entanto,o suspeito entra em contato novamente e diz que precisará pagar outra pessoa antecipadamente, e pede que o taxista transfira R$ 1,2 mil. O taxista vai até uma agência bancária e descobre que não há depósito, ao perceber que ele não tinha esse dinheiro previamente. O depósito supostamente é falso e teria sido feito utilizando envelope bancário.


A secretária e o taxista prestaram boletim de ocorrência. A DRCC pede que casos similares sejam comunicados à Polícia Civil. Boletins de ocorrência podem ser prestados pela Delegacia Virtual. Caso o cidadão possua dúvidas sobre mensagens, ligações ou outras situações que possam parecer golpe, deve entrar em contato com o Depatri, pelo telefone: (79) 3194-3100.


Fonte: SSP/SE


Macambira no Ar® feito para você

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Instagram - White Circle

© 2009 por Macambira no Ar CNPJ: 32.447.561/0001-20 - Todos os direitos reservados