Deputados João Daniel e Fábio Henrique votam contra o retorno do Auxilio Emergencial


Os deputados federais voltam a analisar, nesta quarta-feira (10), a PEC Emergencial em segundo turno. Ontem (9), o texto foi aprovado em primeiro turno com 341 votos favoráveis, 121 contrários, entre os quais os dos sergipanos Fábio Henrique (PDT) e João Daniel (PT), e 10 abstenções. Para que a proposta, que abre caminho para a volta do auxílio emergencial, seja promulgada, será necessário o apoio de pelo menos 308 parlamentares.


Fábio Henrique (PDT) e João Daniel (PT), protagonizaram um verdadeiro desserviço ao povo sergipano. Eles só pensam na população quando se aproxima das eleições, que é quando tentam garantir o voto. A votação só reforça a ideia de que os deputados querem tirar uma conquista importante da população em meio a pandemia, onde muitas famílias ficaram sem empregos.


O texto aprovado é o mesmo encaminhado pelo Senado, o que contrariou policiais e servidores da Receita e dos fiscais estaduais e municipais. A proposta reserva R$ 44 bilhões para o pagamento do auxílio, cujo valor médio deverá ser de R$ 250, a ser pago entre março e junho a beneficiários do Bolsa Família e autônomos de baixa renda.


Veja como votaram os deputados de Sergipe:


Bosco Costa (PL-SE) -Sim


Fábio Henrique (PDT-SE) -Não


Fábio Mitidieri (PSD-SE) -Sim


Fabio Reis (MDB-SE) -Sim


Gustinho Ribeiro (SOLIDARIEDADE-SE) -Sim


João Daniel (PT-SE) -Não


Laercio Oliveira (PP-SE) -Sim


Valdevan Noventa (PL-SE) -Sim


O salário dos deputados Fábio Henrique e João Daniel surpreende, é superior a R$ 33 mil reais segundo o Portal da Transferência. Será que os deputados seriam a favor da redução de seus ganhos em prol do povo? Eis a questão.

0 comentário