Economia aquecida, finanças do Estado de Sergipe melhora cada vez mais e o Pro Rodovias Avança

Informe publicitário

Dando prosseguimento ao programa de recuperação da malha rodoviária estadual para a reestruturação da rodovia SE-255, no acesso ao município de Macambira, e trechos da SE-170, entre os municípios de Macambira, Campo do Brito, Lagarto e Itabaiana. O investimento total é de cerca de R$ 25 milhões.


Para as obras da rodovia SE-255, a reestruturação abrangerá aproximadamente 9,3 quilômetros, que vão do entroncamento da SE-170 (Campo do Brito) à sede municipal de Macambira, com investimentos no valor de R$ 4.953.618,80. No que diz respeito à obra da rodovia SE-170, no trecho entre Campo do Brito e Lagarto, a extensão total do serviço será de 28,16 quilômetros, com investimento de R$ 15.136.042,94. Já no trecho que liga os municípios de Campo do Brito e Itabaiana, o serviço de reestruturação terá investimento de R$ 4.922.436,16 e a extensão de aproximadamente 8,7 quilômetros.


Serão mais de 46 km de vias reconstruídas que trarão desenvolvimento dessa região. Existem mais de 500 casas de farinha nesses três municípios, trazendo desenvolvimento, gerando emprego e renda. Além de facilitar o escoamento da produção agrícola e a ligação entre os territórios Agreste Central e Centro Sul sergipanos, os investimentos em infraestrutura rodoviária contribuirão para o acesso a municípios que compõem roteiros turísticos na região, dentro do projeto da Rota da Farinha, que visa ofertar turismo ecológico e de experiência nos municípios de Campo do Brito, São Domingos e Macambira.


Rota da Farinha


A Rota da Farinha soma mais de 600 unidades produtoras dos derivados da mandioca, uma atividade artesanal, baseada na agricultura familiar, e que fomenta a economia da região Agreste. A Rota conta ainda com ambientes naturais de grande relevância para o turismo, por se tratar de áreas com belezas naturais, importantes aspectos geológicos, que dão origem às serras, e recursos hídricos que propiciam áreas de banho e contato com a natureza. O roteiro unirá o turismo ecológico, rural, gastronômico e de base comunitária proporcionando aos turistas uma experiência imersiva, unindo a cultura local, trilhas, cachoeiras, visitas guiadas às casas de farinha, e degustação da culinária típica local.

0 comentário