Entrevista com Valadares: divórcio com Danielle, Polêmica sobre Alese e reaproximação com Belivaldo

“Não sou inimigo de Belivaldo, gostaria muito de poder passar e pelo menos cumprimenta-lo", disse.



Em entrevista concedida à esse portal e ao radialista, Alex Henrique, da rádio Capital do Agreste, o ex-senador, Valadares fez um apanhado da atual situação política que vive o Estado.


Segundo o ex-Senador, o tabuleiro só começará a se mexer quando o candidato do governo definido por ele como candidato do Diário Oficial for apresentado, coisa que o mesmo acredita que será feito nas proximidades do mês de dezembro.


“Devemos deixar as portas abertas e esperar a indicação do Diário Oficial, porque quem sabe não saia alguma coisa de lá pra cá", disse.


Ainda sobre 2022, Valadares disse não acreditar na indicação dos nomes dos Deputados, Laércio Oliveira e Fábio Mitidieri.


“Já está tudo planejado, o governador vai vir com uma pesquisa onde Edvaldo Nogueira estará melhor que os outros, e se quiser Fábio Mitidieri terá que se contentar com a vaga de vice. Já Laércio está muito bem dentro da estrutura do Governo e tem uma reeleição quase que garantida para a Câmara Federal.”


Respondendo ao que teria faltado além de voto para o êxito nas eleições de 2018, o ex-senador disse:


“Rifaram Valadares Filho, esconderam ele, hora alguma ele apareceu nas propagandas eleitorais, e isso nem Milton nem Danielle assumiram. E eu disse que casamento escondido só dava em divórcio, e o divórcio houve", disse.


Ainda sobre Danielle, Valadares disse não guardar mágoas, mas para uma possível reaproximação as atitudes deverão ser bem diferentes.


Ao se reportar ao atual governador, Belivaldo Chagas, Valadares foi firme ao defini-lo como vingativo.


“Belivaldo é vingativo, e ingrato, tudo que ele foi na vida eu quem o ajudei. Não tenho ódio de ninguém, pra mim ele é só um adversário, mas ele me trata como inimigo, gostaria de pelo menos passar e cumprimentá-lo", disse.



Eleições 2022


O ex-senador ainda não se definiu referente as eleições de 2022.


“A executiva nacional do PSB já demonstrou que quer Valadares Filho na Câmara Federal, já eu estou vendo como será realizada as conjunturas, poderei ser candidato ao senado, ao governo ou ate mesmo Deputado Estadual,” disse


Finalizando, Valadares fez duras críticas ao atual modo operante da Assembleia Legislativa.


“Quando fui Deputado Estadual só tinha um carro na Alese, hoje todo mundo tem carro, e um monte de regalias, se eu for candidato eu vou para acabar com tudo isso".

0 comentário