Foto com Danielle repercute e o povo pergunta: Negão deixa de ser de Carira para ser traíra ?



Uma dúvida para o carirense, com qual grupo Negão de Carira vai caminhar nas eleições estaduais de 2022? Como fica o eleitor sertanejo carirense ao saber se seu líder mudou de lado? Será que traiu e vai caminhar com quem nunca fez nada pelo município?


Decepção esse é o sentimento que abriga o coração de alguns de seus apoiadores, que nem se quer foram consultados (informação colhida por este espaço).


Essa semana, o agora eclético ex-prefeito, Arodoaldo Campos, “Negão de Carira”, surpreendeu os moradores do município, ao aparecer do lado da pré-candidata ao Senado a delegada Danielle Garcia.


O indomável Negão ao que parece deu às costas ao seu partido, abandonando o agrupamento a nível estadual, deixando de seguir as orientações do seu líder André Moura. “PODEMOS” então entender que Negão se apadrinhará em outro lugar?


Político sem lado, homem sem palavra, sertanejo sem coragem, religioso sem fé. É assim que os eleitores de Carira e de todo o sertão está vendo o oportunismo de Negão.



Como se explica a pulada de cerca, sem justificar ao eleitor que vai apoiar alguém que nunca fez esforço para ajudar Carira e seu povo. É sinal de decadência, falta de compromisso, é o fim da linha para Negão.


Sergipe, precisa tomar cuidado com a receita de bolo que já sai solado e sem gosto.


A delegada Danielle Garcia se apresenta como a novidade da hora, apadrinhada do delegado senador Alessandro Vieira, pré-candidato ao Governo de Sergipe, aquele que gosta de holofotes, mas trabalho mesmo por Sergipe ninguém viu em quatro anos de Brasília, a pretensa política sem experiência, aposta que mais uma vez o sergipano acreditará que a solução está no desconhecido. Será?

0 comentário