Fundação Renascer: denúncias, irregularidades e farra com o dinheiro público



A novela envolvendo a Fundação Renascer tem um novo capítulo. Desta vez, envolvendo novas polêmicas. Este portal apurou que o site do Sindicato dos Servidores Vinculados a Fundação vem recebendo uma série de denúncias. Uma delas destaca o descumprimento de uma ordem judicial que determina o encerramento de um contrato da Fundação com uma empresa terceirizada por conta das vagas terem sido absorvidas pelo PSS realizado pelo Governo do Estado.


O que causou um grande reboliço foi o fato do gestor da fundação, que vive atrelado a um poço de denúncias, ter recontratado vários funcionários por uma outra empresa terceirizada. A ação se deu em meio as determinações impostas. Com a medida, além do desvio de função foi gerado também a sobrecarga dos cofres públicos sem a necessidade dos serviços prestados. O fato é que vários funcionários em desconformidade com a recomendação judicial.


Enquanto classes atreladas a Segurança Pública do Estado, através do movimento Polícia Unida, correm para fazer valer os seus direitos, a exemplo do adicional de periculosidade, o presidente da fundação Renascer contempla seus afilhados em empresas terceirizadas, inchando as despesas de custeio do órgão com os sofridos recursos públicos. O governo que chegou pra resolver, tem resolvido bem a vida dos apadrinhados do Welington Mangueira, enquanto os trabalhadores que fazem jus a direitos trabalhistas devidos, exercem suas funções colocando em risco suas vidas, sem receber pelo serviço.


Investigações


Como se não bastassem as polêmicas, este portal apurou que duas servidoras da Fundação Renascer estão sendo alvo de investigação. Trata-se de mãe e filha, respectivamente, comadre e afilhada do presidente da fundação. Segundo o sindicato da classe, as duas moças recebem simultaneamente através de cargo de comissão e de uma empresa terceirizada, para realizarem as mesmas tarefas no mesmo horário e com a mesma função.


Uma auditoria chegou a ser realizada na fundação onde foram detectadas várias irregularidades, porém nenhuma providência foi tomada.

0 comentário