top of page

Sentindo a vitória escapar pelas mãos, campanha de Rogério parte pro tudo ou nada

Está cada vez mais difícil ver Rogério em sua propaganda eleitoral. É que, quando não se trata de uma peça onde ele esconde atrás de Lula, o comercial publicado certamente é um ataque ao seu concorrente, Fábio Mitidieri.


Desde o último final de Semana, a campanha de Rogério colocou sete comerciais diferentes no ar. Destes, apenas um não é uma crítica direcionada a Fábio. Obviamente, aquele que traz Lula como garoto propaganda.


Em todos os demais comerciais veiculados, Rogério abre mão de apresentar propostas ou falar diretamente com o eleitor para deferir ataques ao seu oponente através de um locutor. Alguns destas peças chamam atenção pelos recursos empregados como o uso sem autorização da imagem de uma mãe em prantos e afirmações sem provas de acordos e um suposto uso de Laranja.


Se Rogério não aparece em sua propaganda, o mesmo não pode se dizer do seu aliado Valmir de Francisquinho. Valmir que teve a inelegibilidade confirmada no primeiro turno e depois de recuperar os direitos políticos chegou a pedir desculpa aos seus seguidores pela aliança com Rogério, agora protagoniza comerciais inteiros, descumprindo a legislação que limita a presença de apoiadores a 25% do tempo do vídeo.


A estratégia estabanada da campanha de Rogério de sair atirando para tudo o que é lado reforça a tese dos seus opositores de que as últimas pesquisas provocaram desespero na equipe. Resta agora saber se os estrategistas petistas vão conseguir retomar o rumo e reverter a queda apontada nas últimas pesquisas. Tudo isso sem mais nenhuma visita de Lula nem apoio bombástico.

0 comentário

Comments


bottom of page