Suspeito de roubo seguido de violência reage a abordagem policial e acaba evoluindo a óbito

O suspeito, B.S.S, era conhecido e temido em toda região pelo histórico de atuação violenta em seus assaltos.

No início da tarde desta sexta-feira, 19, Policiais Civis do setor de Roubos da Delegacia Regional de Itabaiana e Policiais do 3°BPM, por meio do GETAM e Força Tática, realizavam diligências com a finalidade de averiguar denúncias quanto à participação de suspeitos num assalto ocorrido no feriado de carnaval nas regiões dos Povoados Matapoã e Tabuleiro do Chico. Na ocasião, famílias foram rendidas numa chácara, colocadas em cárcere e brutalmente agredidas, dentre eles uma criança especial.


Na tentativa de realizar abordagem a um dos suspeitos de iniciais, B.S.S, este realizou fuga e foi acompanhado, momento em que adentrou numa residência, posteriormente identificada como dele, e realizou disparos contra os policiais que revidaram a injusta agressão. Ao cessar o confronto e verificado que o suspeito foi atingido, de imediato foi prestado socorro até o Hospital Regional de Itabaiana, onde o mesmo acabou não resistindo.


A região dos povoados em questão vem sofrendo nos últimos meses com inúmeros casos de assaltos, sendo imperiosa as ações de segurança pública com a finalidade de reestabelecer a paz social nas comunidades.

Em tempo, novas diligências serão realizadas, apresentando as medidas cabíveis ao judiciário.


Segundo o Delegado Elder Sanches, o roubo ocorreu na madrugada de terça-feira (16), Os delinquentes fortemente armados invadiram uma residência e renderam as vítimas. Todas as vítimas foram agredidas na cabeça com coronhadas durante o assalto. A perversidade dos marginais atingiu o extremo, espantando até mesmo quem está acostumado a lidar com investigação dessa natureza, pois até uma criança de apenas dois anos de idade foi torturada e teve a cabeça lesionada por coronhadas.

A Investigação continua a fim de descobrir os outros envolvidos nessa roubo bárbaro. Com o suspeito, menor de idade, foi apreendida uma arma de fogo.

0 comentário